Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

Volta ao Alentejo - Vitória de Sérgio Ribeiro

Sérgio Ribeiro (Barbot-Halcon) venceu a 24ª Volta ao Alentejo em Bicicleta 2006.

Na 5ª e última etapa o corredor de 25 anos resistiu aos adversários mais directos, o espanhol Daniel Moreno (Relax-Gam) e o russo Alexander Efimkin (Barloworld), quinto e quarto na tirada, respectivamente, atrás de Pedro Soeiro (Riberalves) e do espanhol Gustavo César (Kaiku).

Sérgio Ribeiro acumulou a camisola amarela e a verde, dos pontos, José Rodrigues ganhou o prémio da montanha e o espanhol Alexis Rodriguez (3Molinos) venceu as metas volantes. A Kaiku, de Espanha, venceu por equipas.

Em 24 edições da prova ainda não houve um vencedor repetido.

sinto-me: bem
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 00:30

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos
Terça-feira, 30 de Maio de 2006

Portugal e seus encantos ... Estremoz

Rua de EstremozEstremoz é uma cidade do Distrito de Évora, com cerca de 9000 habitantes.

Recebeu o primeiro foral de D. Afonso III em 1958 e foi elevada à categoria de cidade a 5 de Setembro de 1926.

É sede de um município com 513,82 km² de área, 15673 habitantes (2001), 13 freguesias e limitado a norte pelos municípios de Sousel, Fronteira, Monforte, Borba, Redondo, Évora e Arraiolos.

Do seu património destacam-se o Castelo, edificado em 1258 , com a sua torre de menagem, a Pousada Rainha Santa Isabel, o Convento de São Francisco, a Igreja de Santa Maria, o Convento e Igreja de São João da Penitência, a Capela de Nossa Senhora dos Mártires, o Convento da Maltesas , o Convento dos Congregados e o Castelo de Évora Monte

Nas indústrias destacam-se a do mármore e a da olaria com os famosos barros vermelhos.

São naturais de Estremoz o jesuíta Beato Manuel Álvares (1536-1570), o explorador Francisco Vítor Córdon (1851-1901), o dramaturgo Alfredo Cortês (1880-1946) e o tenor Tomás Alcaide (1901-1967).

 

Para mais informações consultar:

Câmara Municipal de Estremoz

Fórum Estremoz

sinto-me: bem
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 00:30

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos
Segunda-feira, 29 de Maio de 2006

Portugal ou Espanha?

Num futuro não muito distante os alentejanos terão que ir nascer a Espanha. Mas no presente já podem frequentar este complexo bem no centro do Alentejo.

 Algures no Alentejo Central

sinto-me: inconformado
música: silêncio
Domingo, 28 de Maio de 2006

O Blog ... Uma sandes de atum

Uma sandes de atum

duas sandes de atum,

três sandes de atum

p'ra não ficar em jejum

 

sinto-me: sastefêto
música: silêncio
temas:
Sábado, 27 de Maio de 2006

O Blog ... Alvitrando

 “Aqui dão-se notícias de reflexões sobre temas gerais e, em especial, sobre o Alentejo e o poder local. Dão-se alvíssaras a quem quiser dar notícias, comunicar ou trocar ideias.”

Alvitrando

 

Os meus parabéns ao autor do blog por dar a cara, sujeitando-se a críticas e por vezes ofensas, por uma região e por um concelho que adoptou.

Estou longe e por vezes quando quero saber algumas novidades do concelho acedo ao Alvitrando, já que o site da Câmara Municipal de Alvito parou no tempo. Da presença das duas Juntas de Freguesia na rede nem o cheiro, tudo isto em pleno século XXI.

O desenvolvimento das regiões, das autarquias e das terras passa pela iniciativa, pelo trabalho e pela conjugação de ideias e nunca pela divisão, porque esta só pode levar ao atraso e ao marasmo.

Parabéns.

 

alvitrando.blogs.sapo.pt/

sinto-me: grato
música: Pedro Abrunhosa
publicado por Andando de raboleta às 00:30

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos
Sexta-feira, 26 de Maio de 2006

Pastéis de Belém

Venha ou não às Festas de Lisboa, não perca uma ida a Belém para comer os famosos Pastéis de Belém.

 

“Há alguns anos, um homem, acabadinho de sair da tropa, estava com um enorme desejo de comer pastéis de nata. Se o pensou, melhor o fez. Foi à famosa pastelaria de Belém, onde – dizem – se confeccionam os melhores pastéis de nata do país, e pôs-se a comer. A dada altura, o indivíduo notou que toda a gente estava a olhar para ele com ar incrédulo. Ajeitou a camisa, olhou-se ao espelho e nada estava errado nele. Exceptuando este detalhe: tinha comido 18 pastéis de nata!”

NTS

Destak, 25 de Maio de 2006

sinto-me: com apetite
música: silêncio
temas:
Quinta-feira, 25 de Maio de 2006

Lisboa em festa

Lisboa - Praça D. Pedro IV (Rossio)Lisboa inicia hoje um ciclo de eventos e festivais que só terminará no mês de Julho.
De 25 de Maio a 13 de Junho decorre no Parque Eduardo VII a 76ª Edição da Feira do Livro de Lisboa que contará com 207 pavilhões de 121 editoras.
O Super Bock Super Rock realiza-se este ano no formato XL, isto é em dose dupla. A 25 e 26 de Maio actuam: Korn, Within Temptation e Moonspell a 25 e Tool, Placebo, Deftones e Alice in Chains a 26. Nos dias 7 e 8 de Junho actuam: Franz Ferdinand, Keane, dEUS e Editors a 7 e Pharrell, Patrice e Boss AC a 8 de Junho.
O Rock in Rio Lisboa deste ano decorre nos dias 26 de Maio (D'ZRT, Ivete Sangalo, Jamiroquai, Shakira), 27 de Maio (Pitty, Xutos & Pontapés, The Darkness, Guns n' Roses), 2 de Junho (Jota Quest, Rui Veloso, Carlos Santana, Roger Waters), 3 de Junho (Orishas, Kasabian, Da Weasel, Red Hot Chili Peppers) e para finalizar no dia 4 de Junho com Marcelo D2, Corinne Bailey Era, Anastacia, Sting e GNR, tudo isto no Palco Mundo, porque no Hot Stage e na Tenda Electrónica haverá mais. Para todo o mês de Junho temos as Festas da Cidade centradas nos festejos dos Santos Populares com as Marchas na noite de 12, e arraiais por toda a cidade. Haverá muita música, sardinha, manjericos e convívio.
Por toda a cidade decorre ainda a Exposição CowParade Lisboa 2006 de 15 de Maio a 31 de Agosto.
As Festas de Lisboa estão classificadas, no site Local Festivities (site holandês independente que faz o ranking dos melhores festivais da Europa, segundo critérios de dimensão, continuidade, originalidade, capacidade de gestão das organizações e divertimento inerente ao evento), entre os 50 melhores festivais europeus, posicionando-se à frente de outras também importantes manifestações europeias, de que são exemplo a Feira de Abril em Sevilha ou as Festas de S. Isídro em Madrid.
Este ano, as Festas de Lisboa regressam ao coração da cidade: Castelo de São Jorge, Parque Mayer, Avenida da Liberdade e Cinema São Jorge serão palco de muitos e variados espectáculos. Durante todo o mês, a cidade estará animada pelos tradicionais arraiais e na Torre de Belém realizam-se em Julho duas grandes produções: Cesária Évora e o África Festival.
A não perder a noite de 12 de Junho com as Marchas na Avenida da Liberdade e em seguida a noite de Santo António celebrada pelos vários bairros típicos da cidade (Alfama, Mouraria, Graça, Bairro Alto, etc.).
 
Para mais informações consultar:
www.feiradolivrodelisboa.pt/
www.superbock.pt/sbsr_2006/
rockinrio-lisboa.sapo.pt/
www.egeac.pt/festasdelisboa/
cowparadelisboa.sapo.pt/
www.localfestivities.com/
sinto-me: preparado
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 17:40

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Tributo a ... Pedro Ferro

Vasculhando o baú de recordações encontrei esta relíquia do meu amigo Pedro Ferro. Estudámos juntos na Escola Industrial e Comercial de Beja durante os anos setenta do século passado. Já aí denotava uma capacidade que não lhe augurava grande futuro no curso que frequentávamos. De facto foi isso que aconteceu e Pedro dedicou-se à escrita. Tinha um dom: o de nos fazer rir com duas ou três palavras. Foi assim que mais tarde se tornou jornalista do Público onde escreveu várias crónicas, todas sem excepção, deliciosas como esta. Depois de sair de Beja encontrei-o por mais duas ou três vezes e a sua boa disposição continuava igual. Até que um dia soube da sua partida.
Éramos um grupo de aproximadamente 30 e convivemos diáriamente durante três ou quatro anos. De Serpa o Manuel Maria, Melo, Correia e o Salgueiro, de Cuba o Calado, Chaveiro, José Domingos e o Canudo, de Ervidel o Emídio e o Valcôvo, de Albernoa o Jaime e o Prego, de Beja o Maltezinho, Correia, Barão e o Mansinhos, do Penedo Gordo o Marques, de Alvito o Sarilho, de Vila Alva o Cerejo, de Vila Nova da Baronia o Tripa, Coelho e o Zé Ricardo, de Ferreira o Ferro mas também havia de Vale Vargo, o Evaristo, e Beringel e outros que agora não recordo.
Tenho uma fotografia do grupo oferecida pelo nosso professor e amigo Togeira (lembram-se dele?, o hippy que vivia na Vidigueira, tinha um carro sem fundo e que nos deixou em direcção à Índia de boleia) que um dia aqui deixarei.
Pedro, peço-te desculpa se isto não está bem escrito, até parece que te estou a ouvir dizer "isto está uma porcaria", mas quem tinha o dom eras tu.
Para todos um abraço do amigo da Baronia.
 
“Não há feira como a de Castro”
"Na última grande feira alentejana antes das sementeiras e da safra da azeitona, em Castro Verde, entre a planície e a serra, ela é o cruzamento de um tempo já passado com outro que está para vir. Não há feira que se lhe iguale.
É uma peregrinação de gente rústica. Este fim-de-semana, como há centenas de anos, Castro Verde foi o templo da rusticidade descida dos montes isolados das serranias de Almodôvar e Ourique. Vieram em excursões e trouxeram farnel.
Campaniços lhes chamam no vestir e no falar. Campaniços no cantar e no modo desconfiado como olham as gentes da planície.
Mas aqui, no largo da feira, todos se cruzam. Ou não estivesse Castro Verde no ponto exacto onde a planura acaba e a serra começa. Encruzilhada de lugares, de gentes e de tempos.
A uns e a outros a feira a feira abastece para o Inverno, a insinuar-se no arrefecimento das noites e na névoa das madrugadas.
Aqui se compram os samarros de pele de ovelha para agasalhar os pastores, a aguardente de medronho e os figos passados para aconchegar os estômagos nos longos serões à volta do lume.
A ervilha de semente, a castanha e a noz fazem aqui o seu aparecimento. Ao longo das barracas, os tendeiros estendem sacos de grão e de feijão seco, réstias de alhos, frascos de mel, queijos de ovelha, linguiça.
Aqui se vendem os instrumentos que os próximos trabalhos agrícolas reclamam: escada, e varejões , alcofas de esparta e cabanejos , tudo para a safra da azeitona. Mais adiante são as barracas das botas grosseiras de cabedal, resistentes para quem vai lançar a semente à terra. Mais além, a um canto da feira, objectos de um tempo outro, próprios de lugares onde o isolamento corta ainda o passo às importações da cidade: mesas de tampo largo para o alguidar da amassadura , tábuas de tender, tabuleiros e arcas para o pão feito em fornos de lenha nos montes da serra.
Na feira de Castro o edredão enlaça-se com a manta de lã, tecida manualmente. O plástico dialoga com a olaria artesanal, tal como o engenheiro das minas Neves-Corvo conversa com o pastor e o cigano.
Talvez neste diálogo resida, afinal, a saúde de uma feira que, velha de séculos, conserva o vigor da mocidade.
No sábado, a par da feira, decorreu em Castro Verde um encontro de cantares alentejanos. “A planície a cantar” – assim se chamou a iniciativa – fez desfilar pela vila mais de 30 grupos corais, muitos deles provenientes da comunidade alentejana da grande Lisboa. Cantaram a planície e o trabalho, a festa e o amor. Vozes graves, saídas do ventre da terra, a povoar de lamentos e sonhos uma feira que não é só saudade.”
Pedro Ferro
Público, 23 de Outubro de 1991.
sinto-me: maravilhado
música: silêncio
Terça-feira, 23 de Maio de 2006

Tributo a ... Pedro Nunes

Pedro Nunes, Alcácer do Sal, 1502 - 1578

Matemático português e um dos maiores vultos científicos do seu tempo. Contribuiu para o desenvolvimento da navegação, essencial para as Descobertas portuguesas. Dedicou-se ainda aos problemas matemáticos da cartografia. Foi também o inventor de vários aparelhos de medida, entre os quais o nónio. Em 1537 traduziu para português o Tratado da Esfera de Sacrobosco, os capítulos iniciais das Novas Teóricas dos Planetas de Purbáquio, e o livro primeiro da Geografia de Ptolomeu. Em 1544 foi-lhe confiada a cátedra de Matemática da Universidade de Coimbra, a maior distinção da época que se podia conferir a um matemático. Em 1577 foi consultado pelo Papa Gregório XIII, sobre o projecto de Reforma do calendário. Faleceu em Coimbra a 11 de Agosto de 1578.

"Há quem me considere um génio na matemática aliada à elegância do discurso livre pela nobreza do meu espírito. Não há dúvida de que utilizo na minha linguagem uma prática humanista que além de portuguesa é também europeia."

"Os portugueses ousaram cometer o grande mar oceano, descobriram novas ilhas, novas terras, novos mares, novos povos, e o que mais é: novo céu, novas estrelas."

Pedro Nunes

Fonte: Vidas Lusófonas

sinto-me: orgulhoso
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 01:31

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Alpinismo - João Garcia conquista Kangchenjunga

João Garcia atingiu ontem o cume do Kangchenjunga, a terceira montanha mais alta do Mundo (8.586 metros), no Nepal.
O alpinista português conseguiu realizar o objectivo à segunda tentativa, depois de ter voltado para trás, na semana passada, por falta de aclimatação.
Desta vez, Garcia estava acompanhado pelo alpinista equatoriano Ivan Vallejo, que lhe testemunhou a proeza de chegar ao seu sétimo cume acima dos 8 mil metros.
Parabéns por mais esta difícil conquista.
Fonte: Record
sinto-me:
música: António Variações
temas:
publicado por Andando de raboleta às 00:46

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Plano Regional de Ordenamento do Território para a Região do Alentejo

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 28/2006 de 23-03-2006 determina a elaboração do Plano Regional de Ordenamento do Território para a Região do Alentejo PROT-Alentejo ) e incumbe a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo de promover a sua elaboração no prazo de 18 meses. A Resolução estabelece ainda que o âmbito territorial do PROT-Alentejo inclui os municípios de Alandroal, Alcácer do Sal, Aljustrel, Almodôvar, Alter do Chão, Alvito, Arraiolos, Arronches, Avis, Barrancos, Beja, Borba, Campo Maior, Castelo de Vide, Castro Verde, Crato, Cuba, Elvas, Estremoz, Évora, Ferreira do Alentejo, Fronteira, Gavião, Grândola, Marvão, Mértola, Monforte, Montemor-o-Novo, Mora, Moura, Mourão, Nisa, Odemira, Ourique, Ponte de Sor , Portalegre, Portel, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Santiago do Cacém, Serpa, Sines, Sousel, Vendas Novas, Viana do Alentejo, Vidigueira e Vila Viçosa.
sinto-me: bem
música: silêncio
temas:
Segunda-feira, 22 de Maio de 2006

Volta ao Alentejo em Bicicleta 2006

A 24ª edição da Volta ao Alentejo em Bicicleta disputa-se este ano entre os dias 24 e 28 de Maio com a participaçao de dezasseis equipas, sendo seis estrangeiras. A prova terá cinco etapas com início em Vendas Novas e final em Beja.

ETAPAS

Dia 24/05, 1ª Etapa: Vendas Novas/Vendas Novas, 175km

Dia 25/05, 2ª Etapa: Mora/Mora, 158km

Dia 26/05, 3ª Etapa: Alter do Chão/Portalegre, 143km

Dia 27/05, 4ª Etapa: Arraiolos/Redondo, 194km

Dia 28/05, 5ª Etapa: Vidigueira/Beja, 163km

Veja o percurso e se puder assista

sinto-me: bem
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 18:47

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Ovarense e ABC campeões

A Ovarense e ABC de Braga tornaram-se esta semana campeões nacionais de basquetebol e andebol.

A Ovarense foi à Figueira da Foz vencer o Ginásio por 79-75 colocando o resultado final num categórico 3-0. O Ginásio, depois de afastar o Porto e o Benfica, foi um digno adversário.

No andebol a disputa foi mais renhida. Em Braga o ABC venceu o F. C. Porto por 26-18 e decidiu finalmente o título ao fim de 5 jogos (3-2).

Parabéns aos novos campeões

Para mais informaçoes consultar os sites da Liga de Clubes de Basquetebol e da Liga Portuguesa de Andebol

sinto-me: bem
música: silêncio
temas:
publicado por Andando de raboleta às 17:37

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Tributo a ... Florbela Espanca

Florbela Espanca, Vila Viçosa, 1894-1930
Poetisa portuguesa, natural de Vila Viçosa (Alentejo) publicou a sua primeira obra, Livro de Mágoas, em 1919. Em 1923, publicou o Livro de Sóror Saudade. Após a sua morte por suícidio foram publicadas as obras Charneca em Flor (1930), Cartas de Florbela Espanca, por Guido Battelli (1930), Juvenília (1930), As Marcas do Destino (1931, contos), Cartas de Florbela Espanca, por Azinhal Botelho e José Emídio Amaro (1949), Diário do Último Ano seguido de Um Poema Sem Título, com prefácio de Natália Correia (1981) e o livro de contos Dominó Preto ou Dominó Negro (1982).
Em sua homenagem aqui fica este poema do livro Charneca em Flor
  
Volúpia
 
No divino impudor da mocidade,
Nesse êxtase pagão que vence a sorte,
Num frémito vibrante de ansiedade,
Dou-te o meu corpo prometido à morte!
 
A sombra entre a mentira e a verdade...
A núvem que arrastou o vento norte...
--- Meu corpo! Trago nele um vinho forte:
Meus beijos de volúpia e de maldade!
 
Trago dálias vermelhas no regaço...
São os dedos do sol quando te abraço,
Cravados no teu peito como lanças!
 
E do meu corpo os leves arabescos
Vão-te envolvendo em círculos dantescos
Felinamente, em voluptuosas danças...
 
Florbela Espanca
sinto-me: maravilhado
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 01:38

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos
Domingo, 21 de Maio de 2006

Fernando Santos é o novo treinador do Benfica

Fernando Santos foi ontem apresentado como treinador do Benfica para as próximas duas épocas. A nova equipa técnica contará ainda com Jorge Rosário, Bruno Moura, Ricardo Santos e Fernando Chalana.

Carreira como treinador: Estoril, Estrela da Amadora, Futebol Clube do Porto, AEK, Panathinaikos, Sporting e de novo AEK. No Futebol Clube do Porto conquistou um Campeonato, duas Taças e duas Supertaças e na sua primeira passagem pelo AEK conquistou a Taça da Grécia.

Boa sorte

Fonte: www.slbenfica.pt

sinto-me: bem
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 23:30

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Selecção Nacional - Clube Portugal já está em Évora

A Selecção Nacional de Futebol - Clube Portugal já está em Évora onde ontem cumpriu a sua primeira sessão de trabalhos. É uma honra para o Alentejo receber os nossos representantes no Mundial 2006 da Alemanha.

Bom trabalho

Para mais informações visite os sites da Federação Portuguesa de Futebol, do Mundial 2006 e da Câmara Municipal de Évora

sinto-me:
música: silêncio
publicado por Andando de raboleta às 02:34

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

CowParade Lisboa 2006

As vacas invadiram Lisboa
CowParade Lisboa 2006 - Rua Augusta"A partir de 15 de Maio de 2006 não só na Índia as vacas serão consideradas sagradas. Renda-se ao maior e mais divertido evento de Arte Pública do Mundo!
Lisboa foi invadida por uma manada de bovinos artísticos em tamanho real e em fibra de vidro, pintados, transformados e excentricamente vestidos pelos mais diversos artistas.
Exposição de 15 de Maio até ao final de Agosto de 2006"
Visite Lisboa e verá muuuuuuuuuitas vacas
Fonte: http://cowparadelisboa.sapo.pt/
sinto-me: a dormir
música: Laura Pausini
temas: ,
publicado por Andando de raboleta às 01:58

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Portugal e seus encantos ... Sintra

 "Sintra a Mui Prezada"
Sintra - Vista do Castelo dos Mouros
    "Sintra, com a sua imponente serra salpicada de palácios, igrejas e quintas senhoriais, que se estende em ondas de verde até ao oceano,  o fascínio dos aglomerados urbanos da Vila Velha, da Estefânia e das aldeias que dão colorido à charneca saloia, constitui, sem dúvida, um local privilegiado por excelência de inegável beleza e interesse cultural e natural.
De facto, o concelho de Sintra apresenta uma situação ímpar no tecido histórico e geográfico de Portugal, pois, a juntar ao majestoso enquadramento natural, existe nele vestígios valorosos da evolução humana em todas as fases do seu fluir histórico. É a Pré-História, com o fabuloso conjunto de tholoi e antas. É a ocupação romana, de que frutificam resíduos de villae senhoriais, enriquecidas por múltiplos espólios arqueológicos, em que se destaca São Miguel de Odrinhas. É a época muçulmana, que legou as azenhas, o linguajar, e, sobretudo, o Castelo dos Mouros. É a Idade Média, a fazer crescer o centro urbano de Sintra dominado pelo Paço Real, e a serem erigidas formosas igrejas de estilo gótico, como Stª Maria. É  o Renascimento, com as consequências do período áureo da expansão portuguesa a fazerem-se sentir nas formosas obras manuelinas do Paço Real  ou na edificação do Mosteiro de Nª Srª da Pena; é o tempo dos brilhantes saraus palacianos, onde pontificam Luísa Sigea e as representações vicentinas; é a fase das construções aristocráticas como a Quinta da Penha Verde ou o Solar dos Ribafria. É, acima de tudo, o capítulo do Romantismo, a ver nascer o Palácio da Pena - fruto dos sonhos de um rei artista, D. Fernando; as quintas de Monserrate, do Relógio e da Regaleira; os frondosos Parques da Pena e de Monserrate; enfim, um brilhante ciclo revivalista que iria transformar, de uma forma marcante e sedutora, o tecido paisagístico sintrense.
Por tudo isto, acrescido dos bons ares e das brumas de indizível mistério, Sintra ainda é, como a considerou  Robert Southey, «o mais abençoado lugar de todo o globo habitável». Assim, e no sentido de uma maior divulgação destes valores patrimoniais que são agora pertença da Humanidade, elaborou-se três itinerários possíveis, numa tentativa de abarcar diversos pontos de interesse da região onde, cada um por si ou todos juntos, possam oferecer ao visitante uma perspectiva das vivências sociais, do deslumbramento natural e da importância histórica de Sintra."
Visitar Sintra vale sempre a pena.
Fonte: Câmara Municipal de Sintra
sinto-me: quase a dormir
música: KLB
publicado por Andando de raboleta às 01:19

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

Vila Nova da Baronia - Ordenação heráldica do brasão e bandeira

Vila Nova da Baronia - Brasão
Publicada no Diário da República, III Série de 10/02/1995
Armas - Escudo de vermelho, coronel de barão, acompanhado em orla de um ramo de espigas de trigo à dextra e de um ramo de sobreiro, landado, à sinistra e passados em aspa no pé, tudo de ouro; em chefe, perfil de carril de prata. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com a legenda a negro, em maiúsculas: “ VILA NOVA DA BARONIA “.
Bandeira - De amarelo, cordões e borlas de ouro e vermelho. Haste e lança de ouro.
Vila Nova da Baronia - Bandeira de hastear em edifícios       Vila Nova da Baronia -  Estandarte para cerimónias e cortejos
 
Fonte: http://www.fisicohomepage.hpg.ig.com.br/avt-vilanovabaronia.htm
sinto-me: com sono
música: Zeze di Camargo e Luciano
publicado por Andando de raboleta às 00:43

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos
Sábado, 20 de Maio de 2006

Campeonato da Europa de Sub-21

Portugal vai receber, entre os próximos dias 23 de Maio e 4 de Junho, o Campeonato da Europa de Sub-21 em futebol.

Calendário dos jogos: 

Grupo A
23/05/2006 - Estádio Cidade de Barcelos - Sérvia e Montenegro x Alemanha - 17:15
23/05/2006 - Estádio Municipal de Braga - Portugal x França - 19:45
25/05/2006 - Estádio D. Afonso Henriques - França x Alemanha - 17:15
25/05/2006 - Estádio Cidade de Barcelos - Portugal x Sérvia e Montenegro - 19:45
28/05/2006 - Estádio D. Afonso Henriques - Alemanha x Portugal - 19:45
28/05/2006 - Estádio Municipal de Braga - França x Sérvia e Montenegro - 19:45
Grupo B
24/05/2006 - Estádio Municipal de Agueda - Ucrânia x Holanda - 17:15
24/05/2006 - Estádio Municipal de Aveiro - Itália x Dinamarca - 19:45
26/05/2006 - Estádio Municipal de Aveiro - Dinamarca x Holanda - 17:15
26/05/2006 - Estádio Municipal de Agueda - Itália x Ucrânia - 19:45
29/05/2006 - Estádio Municipal de Aveiro - Holanda x Itália - 19:45
29/05/2006 - Estádio Municipal de Agueda - Dinamarca x Ucrânia - 19:45
1/2 Final
01/06/2006 - Estádio Municipal de Braga - 1º Grupo A x 2 º Grupo B - 17:15
01/06/2006 - Estádio Municipal de Aveiro - 1º Grupo B x 2 º Grupo A - 19:45
Final
04/06/2006 - Estádio do Bessa  - Vencedor Jogo 1 x Vencedor Jogo 2 - 19:45
Força Portugal
Fonte: Federação Portuguesa de Futebol
sinto-me: bem
música: Abba
publicado por Andando de raboleta às 23:28

ligação à raboleta | comentar a raboleta | adicionar raboleta aos favoritos

@mais sobre mim

@eventos

@ Futsal - Grupo Desportivo...

@raboletas recentes

@ Futsal - Grupo Desportivo...

@ Lei n.º 61/2008, de 31 de...

@ Ciclo Gastronómico "As Er...

@ Futsal - Grupo Desportivo...

@ Vila Nova da Baronia - VI...

@ Grandes Opções do Plano p...

@ Declaração de Rectificaçã...

@ Vila Nova da Baronia - Fe...

@ Estou de férias

@ Portaria n.º 683/2008, de...

@raboletas passadas

@ Novembro 2008

@ Outubro 2008

@ Setembro 2008

@ Agosto 2008

@ Julho 2008

@ Junho 2008

@ Maio 2008

@ Abril 2008

@ Março 2008

@ Fevereiro 2008

@ Janeiro 2008

@ Dezembro 2007

@ Novembro 2007

@ Outubro 2007

@ Setembro 2007

@ Agosto 2007

@ Julho 2007

@ Junho 2007

@ Maio 2007

@ Abril 2007

@ Março 2007

@ Fevereiro 2007

@ Janeiro 2007

@ Dezembro 2006

@ Novembro 2006

@ Outubro 2006

@ Setembro 2006

@ Agosto 2006

@ Julho 2006

@ Junho 2006

@ Maio 2006

@temas

@ alentejo(258)

@ baronia(217)

@ benfica(3)

@ comboios(3)

@ desporto(114)

@ dicas(3)

@ encantos(12)

@ eventos(147)

@ lazer(60)

@ leis(153)

@ lisboa(29)

@ maravilhas(11)

@ momentos(18)

@ mundo(11)

@ o blog ...(13)

@ o início(7)

@ o livro...(1)

@ portugal(61)

@ tributo a ...(20)

@ todas as tags

@ligações

@pesquisar raboletas

 
Assinar com Bloglines
eXTReMe Tracker
Blog Amizade